Airbnb em Lisboa: o que deve ter em conta se é anfitrião pela primeira vez

Airbnb em Lisboa: o que deve ter em conta se é anfitrião pela primeira vez

Iniciar a jornada como anfitrião de um alojamento local pode ser uma fonte de dores de cabeça. Ainda mais se o seu Airbnb se situa em Lisboa. É verdade que a nossa vibrante capital oferece várias oportunidades aliciantes aos proprietários. Mas com o aumento da competitividade no mercado turístico e de alojamento, a exigência crescente dos turistas e as novas leis do alojamento local, pode não saber para que lado se virar.

É verdade que embarcar neste negócio requer tempo, esforço e recursos. No entanto, com a ajuda das pessoas certas, pode ter a certeza de que o seu investimento será bem recompensado.

Apresentamos algumas dicas vitais para colocar o seu Airbnb em Lisboa na crista da onda. Desde importantes pormenores legais até às boas práticas que fazem a diferença no serviço, saiba como começar a sua aventura no alojamento local (AL) com o pé direito.

 

Procedimentos legais

Escusado será dizer que as seguintes informações devem ser estudadas ao pormenor junto das entidades competentes, mas aqui fica aquilo que é imprescindível para o sucesso.

Registo nas finanças

Para iniciar a atividade do seu AL em Lisboa deve inscrever-se nas Finanças como trabalhador independente. Pode fazê-lo presencialmente ou através do Portal das Finanças.

Comunicação prévia no Balcão Único

O registo do seu AL deve ser efetuado no Balcão Único Eletrónico, processo que não acarreta qualquer custo. Como alternativa, pode dirigir-se à respetiva Câmara Municipal dos concelhos de Lisboa.

Abertura aos hóspedes

Depois de efetuado o registo, a autarquia terá 30 dias para averiguar as condições de higiene e de segurança, assim como a veracidade dos documentos. É muito importante notar que, em Lisboa, devido ao grande número de novos ALs, as entidades podem não conseguir cumprir esse prazo.

Depois de tudo finalmente delineado, não pode esquecer-se de ter um extintor e uma manta de incêndio, equipamento de primeiros socorros, indicação visível do número 112 e o livro de reclamações.

Taxa turística de Lisboa

Os hóspedes do seu Airbnb em Lisboa terão de pagar uma taxa de 1€ por noite até à 7ª noite. No caso da plataforma Airbnb, não tem de se preocupar, pois essa cobrança é feita automaticamente no âmbito de um protocolo com a Câmara Municipal.

Comunicação ao SEF

Deve notificar o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras sempre que cidadãos estrangeiros fiquem instalados no seu AL. A Hostmaker realiza esta tarefa por si, por isso não tem de se preocupar.

 

Novas leis do alojamento local

Já estão em vigor, em 2019, as novas leis do AL. As leis dividem-se por três principais intervenientes: as câmaras municipais, os condomínios e os proprietários.

 

Câmaras municipais

Os municípios poderão estabelecer “zonas de contenção” onde há um número muito elevado de ALs. Esteja atento para saber se a propriedade que pretende disponibilizar se situa numa destas zonas.

O presidente da câmara e a ASAE podem ainda cancelar o registo do seu Airbnb em Lisboa caso a legislação não esteja a ser devidamente respeitada.

 

Condomínios

Se o seu AL se situar num prédio, os condóminos podem pedir que o mesmo não avance caso receiem que o bem-estar dos habitantes será posto em causa. A câmara municipal tomará a decisão final. O condomínio poderá também votar para um agravamento das quotas do seu AL até 30% se as áreas comuns evidenciarem um desgaste relevante por causa das estadias dos hóspedes.

 

Proprietários

Fica já a saber que, como proprietário, deverá providenciar um manual de informações do AL, no mínimo, em quatro línguas. Deve ainda dispor de um seguro multirrisco e de uma placa identificativa de AL.

 

Ideias e dicas para o sucesso do seu AL em Lisboa

Vamos falar finalmente do que pode fazer para tornar o seu Airbnb em Lisboa num lugar único, bem gerido e com um serviço de nível hoteleiro.

Neste mercado competitivo, é essencial que, desde a abertura, adote práticas que o destaquem.

É claro que nunca poderá deixar de ser um ótimo comunicador, honesto, simpático, flexível e preparado. Tudo isto pode parecer óbvio, mas acredite que exige esforço e atenção. Os viajantes vão apreciar estes aspetos que fazem a diferença em ditar se os hóspedes vão voltar e recomendar o seu AL a familiares e amigos.

 

Lisboa é enérgica e diversificada. Oferece cultura, história, arte, tecnologia e natureza. Mas se tentar promover tudo isto no seu anúncio vai confundir os turistas. Também não vai querer omitir todas as informações sobre a zona do seu AL e ficar com um anúncio genérico. Veja o que pode fazer:

 

Destaque os aspetos interessantes sobre a propriedade, o prédio e a zona

A verdade é que o seu AL não vai interessar a todos mas pode interessar muito aos viajantes certos. Seja honesto e não anuncie que a sua zona dispõe daquilo que não dispõe. Há algum dado histórico inédito sobre o prédio do seu AL? A rua tem lojas muito procuradas, edifícios centenários ou atrações turísticas? Deu-se algum acontecimento marcante nas redondezas? Pode parecer contraproducente ser muito específico, mas cada vez mais os turistas procuram experiências diferenciadoras. Pode ser que aquilo que a sua zona oferece seja exatamente o que um certo hóspede procura viver em Lisboa.

 

Mencione as principais atrações turísticas de Lisboa

Qual é a distância do seu AL à Torre de Belém? Ou ao Castelo de São Jorge? Ao oceanário? Ao Museu dos Coches? Se o seu Airbnb fica a uma curta distância a pé dos locais que quase todos os turistas querem visitar, não pode deixar de o salientar. Mas e se ficar longe? Nesse caso, explique como é que, a poucos metros, o visitante pode servir-se da rede de metros que, desde muito recentemente, conta com mais duas estações.

 

Ofereça um cabaz de boas-vindas típico de Lisboa

Lisboa tem imensos elementos culturais que os turistas adoram. Por que não oferecer à chegada uns chocolates em forma de sardinha ou uns pasteis de Belém? Garantidamente, os hóspedes vão apreciar a sua hospitalidade e tenderão a voltar. Além disso, o cabaz pode fazer com que se sintam imediatamente imersos na cidade.

 

Realce os laços entre tradição e modernidade

Lisboa é conhecida pela sua fusão entre o passado e o futuro. Sublinhe que, ao descobrir a cidade, os turistas podem viajar no tempo. Uma ideia é, no seu anúncio ou no manual do seu Airbnb, mostrar como se pode viver essa evolução na sua zona. Se o AL fica em Belém, sugira um passeio pela arte e pela arquitetura, passando pelo Mosteiro dos Jerónimos e pelo Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT). O bairro de Alfama, por exemplo, está repleto de casas de fado históricas e de restaurantes com os conceitos mais inovadores.

Se colocar em prática estas e outras ideias começará o seu negócio com um avanço e vai tornar-se mais rapidamente num anfitrião de excelência.

Há muito em que pensar, é verdade. Uma ótima opção é recorrer a serviços de gestão do alojamento local. A Hostmaker foi nomeada pela Deloitte como a 3ª empresa de tecnologia com maior crescimento do Reino Unido, e Lisboa é o mercado que mais está a evoluir. Na Hostmaker, ajudamos os proprietários em todas as atividades envolvidas, incluindo reservas, check-ins, preços, limpeza e design. Enquanto fazemos o trabalho por si, terá tempo livre e a cabeça desanuviada. Ajudamos desde os primeiros passos legais até aos últimos retoques para um serviço perfeito. Para saber mais, contacte-nos agora para o +351 308 806 190 ou visite o nosso website.